Como analisar a concorrência da sua oficina com a Análise SWOT

Gerir um negócio não é um processo simples. É preciso olhar muito bem para o que acontece “dentro de casa”, conhecer as ferramentas da gestão de pessoas, saber como a tecnologia pode ser uma aliada e muito mais. Mas também é necessário olhar para o “quintal do vizinho”. É aí que entra a análise de concorrência.

Você já fez alguma vez essa análise de concorrência da sua oficina? Já ouviu falar de análise SWOT? Se não, a gente vai te explicar um pouquinho o que é, e como ela pode ser uma ferramenta importante para guiar você a identificar os pontos fortes e fracos e como eles se relacionam com a concorrência da oficina (ou de qualquer outro negócio).

Além disso, a análise SWOT, é uma forma de percebermos o que podemos melhorar, ou seja, ajuda a encontrarmos as oportunidades e ameaças ao bom desempenho do nosso negócio. Siga lendo e conheça mais sobre este conceito.

De onde veio a análise SWOT?

Essa ferramenta de gestão nasceu nos anos 1960, criada por dois professores da Harvard Business School, Kenneth Andrews e Roland Christensen. O nome SWOT é uma abreviação das palavras Strengths (Forças), Opportunities (Oportunidades), Weakness (Fraquezas), e Threats (Ameaças).

Note que as letras iniciais das características em português formam a palavra FOFA, que é um outro nome desta análise.

Exemplo análise SWOT

Este tipo de análise pode ser muito útil para a sua oficina mecânica. Entenda o porquê!

Olhe para os lados e perceba que você pode ser melhor que a concorrência

Observe bem o seu ambiente de trabalho, pense sobre os processos que compõe o dia a dia da oficina, entenda os indicadores de desempenho mais importantes que você busca melhorar. De toda essa pesquisa, tente extrair duas conclusões:

  • 1 – Quais são as suas forças? – Os pontos fortes da sua equipe, dos seus processos e do seu planejamento são uma ferramenta que deve ser usada na busca pelos objetivos. Note que neste momento você deve procurar a sua vantagem competitiva, ou seja, responder uma pergunta: Por que os clientes escolhem a minha oficina?
  • 2 – Quais são as suas fraquezas? – Seja muito franco nesta análise e reconheça que nem tudo funciona como você gostaria. Os seus funcionários tem a capacitação necessária? Os seus processos estão adequados? Por que clientes escolhem a concorrência em vez de fazer reparos na sua oficina? Quanto mais honesta forem as respostas, mais próximo o gestor estará de corrigir problemas.

Essa é a parte mais interna da análise SWOT, no entanto, há também uma segunda parte, que é a observação externa. Ela também é composta por duas partes:

  • 3 – Identifique oportunidades – Vivemos em uma sociedade complexa que nos impõe desafios diariamente. Estes desafios (que na maioria das vezes não controlamos) podem ser convertidos em oportunidades. A situação político-econômica do país pode trazer algum benefício? Ou ainda, uma estação mais chuvosa que o normal pode te ajudar a atrair mais clientes preocupados com o sistema de freios dos seus carros? As oportunidades são infinitas para quem consegue as enxergar.
  • 4 – Cuidado com as ameaças – Se os fatores externos podem criar oportunidades, por outro lado, podem se tornar também ameaças ao desenvolvimento da sua oficina. Ficar atento e, na medida do possível, antecipar as ameaças é uma enorme vantagem competitiva.

De olho na concorrência

A esta altura, você já sabe que o SWOT tem tudo a ver com planejamento estratégico. Isso porque você tem um panorama tanto do seu negócio quanto de como a seus rivais de mercado estão agindo. Assim, essa também é uma análise de concorrência.

A partir do estudo realizado até aqui, você tem condições de definir quais são as suas vantagens (e desvantagens) em relação aos concorrentes, identificar ameaças e oportunidades que o mercado oferece e chegar a uma conclusão que leve a sua gestão da oficina para o caminho da excelência.

Para isso, é fundamental entender os seus clientes. Clique aqui e veja mais sobre a diferença entre preço e valor dos serviços que a sua oficina mecânica oferece.

Outra boa ideia, que certamente vai ajudar a sua análise SWOT, é ter uma ferramenta adequada aos desafios da gestão da sua oficina. Conheça o sistema de gestão para oficinas da Ultracar e dê um passo decisivo na melhora do desempenho do seu negócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.